domingo, 18 de agosto de 2019

Time da Vila Rica do Ivaí se mobiliza e arrecada alimentos para a família da Lavínia





Giro Icaraíma
18/08/2019

A  moradora Claudineia relatou a nossa equipe como surgiu a ideia de ajudar a família da pequena Lavínia.

A Ideia surgiu no dia seguinte após a matéria publicada pelo Giro Icaraíma, e OBemdito com os relatos publicados se solidarizou e reuniu os time de futebol  masculino e feminino de Vila Rica do Ivaí para um mutirão de arrecadação, que foi uma ótima oportunidade de conscientizar as crianças do como é importante ajudar o próximo.

PUBLICIDADE




 No Mesmo dia após o almoço saímos na comunidade de Vila Rica do Ivaí  arrecadando os alimentos.

 E como sempre nessa parte a nossa vila Rica é mais que única, sem exceções todos nós ajudamos no que for do nosso alcance. Agradecemos a todos que doaram e ficamos muito felizes, que Deus abençoe a cada um dos que ajudaram nessa linda causa.



O Time Feminino da Vila Rica do Ivaí Meninas da Vila, e o time masculino Estrela do Futuro percorrerão as ruas da Vila Rica do Ivaí com um carrinho de mão arrecadando alimentos dos moradores que colaborarão com a ação, foi arrecadado vários alimentos que serão entregue a família da Lavínia na data de amanha 19/08/2019.
Nem todos atletas participou por motivos de compromisso familiar.  

Caso da Lavínia

A família está em situação de vulnerabilidade econômica e está gastando com o tratamento da menina, que precisará fazer uma cirurgia.


Uma família de Icaraíma está necessitando de ajuda com fraldas para uma bebê de 11 meses. A criança possui um cisto na traqueia e precisará fazer uma cirurgia no Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba. Os gastos para o remédio e para o tratamento da menina estão sendo custosos para a família, que é composta pelo pai, mãe e cinco filhos, onde só pai é empregado atualmente.
De acordo com Edivania de Oliveira, desde que nasceu, a bebê Lavínia já possuía problemas com respiração. Com cinco meses de vida, ela foi internada por baixo peso, pois tinha 3 kg. Hoje, com 11 meses, a criança pesa 5 kg. Para se alimentar, a menina precisa utilizar uma sonda gastro e uma traqueostomia.
Como os custos com o tratamento da bebê são altos, a família pede que a população os auxilie com qualquer doação de alimentos, fraldas ou até de dinheiro. Os interessados em ajudar podem entrar em contato pelo telefone (98456-2021).

Fotos da arrecadação: