quinta-feira, 28 de março de 2019

20% das fiscalizações do Crea-PR foram na região Noroeste

Giro Icaraima 28/03/2018 


O levantamento é de 2016 a 2018. Em média, ocorreram cerca de 35 mil ações fiscalizatórias estaduais no ano e, deste total, mais de 7.100 foram executadas pela Regional Maringá do Crea-PR (Conselho de Engenharia e Agronomia do Paraná). As principais obras ou serviços fiscalizados foram construções de residências abaixo ou acima de 100 metros², edificações comerciais e culturas agrícolas.
Nos últimos três anos, foram registradas 1,1 milhão ARTs (Anotação de Responsabilidade Técnica) no Crea-PR. Em 2018, foram 400 mil registros - 70 mil pela Regional Maringá, o que equivale a 18% do total emitido no estado.
De janeiro de 2018 até este mês, foram registradas 45 mil ARTs de Receituário Agronômico (Prescrição Técnica de Agrotóxicos), sendo que 9 mil foram na região Noroeste, que compreende as microrregiões de Maringá, Cianorte, Campo Mourão, Paranavaí e Umuarama. O volume também representa 20% dos registros no estado.
O Engenheiro Civil Ricardo Rocha, presidente do Crea-PR, está em Maringá nesta quinta-feira (28) e pode falar sobre o assunto.

Crea-PR
O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR), autarquia que este  ano comemora 85 anos, é responsável pela regulamentação e fiscalização da atuação de profissionais e empresas das áreas da Engenharias, Agronomias e Geociências. A Regional Maringá contempla 112 municípios, conta com aproximadamente 9 mil profissionais habilitados e três mil empresas registradas. Além de regulamentar e fiscalizar, o Crea-PR também promove ações de atualização e valorização profissional por meio de termos de fomentos disponibilizados via Editais de Chamamento.



Fonte Crea-PR