quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Projeto de estudante de Icaraíma demonstra preocupação com os deficientes físicos



Foi observando as dificuldades de pessoas com mobilidade reduzida em grandes eventos que Eduarda Borges Silva, de 16 anos, resolveu propor um projeto de lei que minimize os obstáculos que este público encontra no dia a dia. A jovem que cursa o 2º ano do Ensino Médio do Colégio Estadual Desembargador Antônio Ferreira da Costa, em Icaraíma, enviou a iniciativa à Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) e foi selecionada, entre 500 participantes, a concorrer com outros 31 alunos da rede pública estadual na edição 2018 do Geração Atitude, programa que incentiva as discussões sobre política e cidadania.
A ideia de Eduarda é obrigar promotores de eventos públicos e privados a disponibilizarem banheiros químicos adaptados a pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. O desenvolvimento do projeto de lei, que será julgado em um evento no Plenário da Alep na próxima semana, teve supervisão da professora de Sociologia, Raquel Gislaine dos Santos Marques, pensado para atender os interesses da comunidade. “Falta adaptação para um público que necessita de nosso apoio”, explica Eduarda.
A expectativa agora é se preparar para conhecer os principais prédios que são sedes dos três Poderes do Estado, em Curitiba. “Quando soube que havia sido escolhida, nem acreditei. Minha família está muito contente por esta oportunidade”, afirma Eduarda. O interesse pela politica surgiu nas conversas com colegas e se aprofundou nos debates promovidos pelo Geração Atitude. “Foi muito importante para despertar a participação dos jovens mais ativamente nos assuntos que envolvem cidadania e questões importantes para nossa comunidade. Agora, estou muito ansiosa pela premiação”, explica a aluna.
Geração Atitude – O Geração Atitude é um grande programa desenvolvido pela Assembleia Legislativa do Paraná em parceria com o Ministério Público estadual, com apoio da Secretaria de Estado da Educação, do Tribunal de Justiça e da Assessoria Especial da Juventude do Governo do Estado. Ele visa essencialmente promover a participação social e despertar o interesse dos jovens por temas como cidadania, democracia, política, eleições, voto consciente e o papel das instituições.
Ações específicas, como o Geração na Escola, envolvem um conjunto de atividades voltadas à formação cidadã, apoiadas em planos de aula relativos ao exercício da cidadania, que são definidos em linguagem simples e direta através do Guia do Cidadão, cartilha de 68 páginas discorrendo sobre democracia, política, eleições, direito ao voto, entre vários outros temas. A cartilha pode ser acessada por qualquer interessado pelos sites da Assembleia Legislativa e do Ministério Público estadual.